Dormir e descansar deveriam ser como disciplinas para os concurseiros

Concurseiro que é concurseiro não dorme, não descansa. Passa dias e noites estudando. Nos finais de semana fica debruçado sobre livros. Não tem vida social, não pratica esportes, não vive como as outras pessoas.

Na verdade, é isso mesmo! Mas é preciso ter uma certa cautela e saber dosar o tempo de estudos com o restante de tudo: trabalho, família, amigos. É preciso, sim, abdicar de quase tudo. Isso mesmo, quase tudo!

Lauro Meirelles de Miranda Neto dá dicas aos concurseiros para este final de ano.

O coach Lauro Meirelles de Miranda Neto reconhece que é necessário muito esforço para ser aprovado no concurso dos sonhos e que isso exige alguns anos de dedicação. Mas ressalta que não é preciso jogar tudo para o alto e imergir nos estudos como se o mundo fosse acabar numa folha de gabarito.

Ter uma vida equilibrada, segundo ele, é saudável inclusive para a mente. “Isso ajudará o estudante a ter um melhor raciocínio e facilidade de assimilação de conteúdos”, observa.

Para ele, o concurseiro precisa estar consciente de que, se o corpo e a mente não estiverem bem, não adiantará passar horas a fio debruçado sobre cadernos, anotações e livros. E dormir bem deveria ser uma regra. “É como se descansar, dormir, ter uma boa noite de sono, precisasse ser como uma disciplina do conteúdo programático. O concurseiro deveria dar a isso a mesma dedicação de uma matéria que vai cair na prova”, diz.

Neto, que é formado em Direito e Gastronomia, orienta que o estudante precisa ter uma rotina pré-estabelecida, com horários determinados para estudar, pois essa disciplina ajuda no processo de aprendizagem, mas não se pode descuidar de outros aspectos, digamos, complementares, mas de grande importância em todo o processo.

Aprender a meditar, por exemplo, nem que seja por um minuto por dia no início – e depois ir aumentando esse tempo –  já irá auxiliar a colocar os pensamentos em ordem. “O concurseiro tem uma mente muito agitada. São dezenas, centenas de pensamentos povoando o cérebro de forma acelerada. Então, meditar irá ajudá-lo a colocar as coisas em ordem”.

Essa pausa permitirá que se conquiste mais qualidade e faça com que o processo de ensino-aprendizagem se dê de forma mais tranquila, proporcionando um resultado mais satisfatório, em termos de assimilação das matérias, durante o período de estudos.

Quanto à alimentação, o coach diz que o café, que é muito utilizado para manter os estudantes mais despertos, deve ser consumido com moderação. “Se possível, perto da hora de ir dormir, adicione uma pitada de canela. Isso irá neutralizar esse processo e permitir, por exemplo, que o sono venha com mais facilidade, na hora de fechar os livros e ir para a cama”.

Agora, no período de festas, em razão do final do ano, o concurseiro também precisa acreditar que, se largar um pouco os cadernos, não perderá pontos no dia da prova. Tudo porque descansar faz parte do movimento cadenciado do aprendizado.

Se não há nenhuma prova marcada para janeiro ou fevereiro, por exemplo, o melhor seria deixar um pouco as anotações de lado e aproveitar com a família e os amigos. “Afinal, se desconectar um pouco fará muito bem, pois isso possibilitará recarregar as energias para mais um novo período de estudos em 2018”, aconselha o coach.

Aulas, notícias, cursos, dicas e atualizações.

Cadastre-se e fique por dentro!