Na próxima sexta, dia 7, Jacinto Coutinho ministra aula especial na pós-graduação

O professor Jacinto Nelson de Miranda Coutinho, considerado um dos grandes processualistas do país, ministrará na próxima sexta-feira, dia 7, uma aula especial para os alunos da pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal no Luiz Carlos.

A aula terá início às 19 horas e é aberta para interessados, mesmo que não sejam alunos da pós-graduação. Neste caso há necessidade de fazer inscrição pelo site. O acesso custa R$ 20,00.

Professor Jacinto Coutinho ministra aula especial na próxima sexta-feira, dia 7.

Jacinto Coutinho é advogado, procurador do estado do Paraná, professor de Direito Processual Penal da Universidade Federal do Paraná, membro da Comissão Externa de Juristas do Senado Federal que elaborou o anteprojeto de Código de Processo Penal e coordenador do Núcleo de Direito e Psicanálise do Programa de Pós-graduação em Direito da UFPR.

“O professor Jacinto é uma das maiores autoridades brasileiras no estudo do Direito Processual Penal e poder ouvi-lo vai além de uma simples aula”, destaca Daniel Avelar, do Tribunal do Júri de Curitiba e professor do Luiz Carlos. “Poder escutar um professor, que além de sua vivência prática, diuturnamente ajuda a construir a história do Direito Processual Penal no Brasil é algo fabuloso”, afirma.

O professor Avelar ressalta ainda que Jacinto Coutinho é por todos referenciado e reconhecido pela interdisciplinariedade das suas aulas e pela análise crítica das fontes, “o que torna a sua fala um descortinar de dogmas já sedimentados, muitos dos quais agora incompatíveis com a ideia de sistema acusatório e com a própria Constituição de 1988”, afirma.

HOMENAGEM – Em 2015 o professor Jacinto foi homenageado pelo Luiz Carlos, com a entrega de uma placa.

Um dos maiores entusiastas do Direito Processual Penal, o professor Jacinto diz que o Brasil ainda precisa de grandes reformas nesta área. “O Direito Processual Penal trata de uma matéria que em termos de legislação sempre foi considerada uma das mais atrasadas do ordenamento jurídico”, diz.

Segundo ele, as leis não podem fazer diferença entre pobres e ricos, “razão por que uma Defensoria Pública eficaz é imprescindível e deve ser prioridade nacional”.

O professor diz ainda que é difícil negar que se precisa de reforma – urgente – da legislação processual penal para se tentar chegar na Constituição Cidadã, “coisa que se não fez nos últimos 25 anos, por mais que isso possa ser vergonhoso”.

Caso queira mais informações sobre a aula especial do professor Jacinto entre em contato com nossa Secretaria, pelo telefone (41) 3232-3756.

 

Aulas, notícias, cursos, dicas e atualizações.

Cadastre-se e fique por dentro!