UniCuritiba e PUCPR estão na final da 3ª edição do Júri Simulado

As equipes da UniCuritiba e da PUCPR são as finalistas da 3ª edição do Júri Simulado. As disputas ocorreram no último sábado, dia 12, no Tribunal do Júri de Curitiba.

Equipes da UniCuritiba e da FAE, além dos juízes Daniel Avelar e Thiago Flôres, e os professores Gustavo Arns e Thiago Kaspchak.

A UniCuritiba, que atuou como defesa, venceu a FAE, como acusação, na primeira disputa, ocorrida pela manhã. No período da tarde a PUCPR, como defesa, venceu a Tuiuti, acusação.

A abertura da rodada foi feita pelo diretor acadêmico do Luiz Carlos, professor Gustavo Arns, que destacou a parceria da competição, com os Centros Acadêmicos das faculdades/universidades participantes.

Arns anunciou ainda o sorteio, dentre os estudantes presentes ao júri, de oito bolsas integrais para o módulo da pós-graduação em Direito Penal Econômico.

Os dois júris foram coordenados pelo juiz de Direito Thiago Flôres Carvalho. O juiz de Direito Daniel Avelar, que também já coordenou juiz anteriores da competição, estava presente à abertura da semifinal.”Este júri simulado é, com certeza, um dos maiores, senão o maior, realizado no Brasil, envolvendo nove faculdades/universidades de Direito”, disse.

Gustavo Arns (ao lado do juiz Daniel Avelar) fez a abertura da semifinal do júri e anunciou o sorteio de oito bolsas integrais para o módulo de Direito Penal Econômico da pós-graduação do Luiz Carlos.

Além das oito universidades que estavam inscritas nesta 3ª edição do júri, a Uninter participa do certame integrando o Conselho de Sentença.

Os alunos da FAE que participaram da disputa deste sábado foram Caroline Sousa Rangel, Nathalie Aline Moura Tatin, Nyna Hellen Krieger de Sant Anna e Paula Yurie Abiko, atuando como promotoras de justiça. Os alunos da UniCuritiba foram Fernando Fernandes de Lara, João Manoel Vidal de Souza, Lucas Ferreira Sakiyama, Gabriele Cristina de Souza e Gabriel Soldi Monteiro da Rocha, que atuaram como defensores do acusado.

O professor do Luiz Carlos, Thiago Kaspchak, que também ministra

Equipe da FAE durante a disputa do último sábado, no Tribunal do Júri.

aula na UniCuritiba, esteve presente ao júri, assistindo seus alunos.

Os jurados desse caso foram Nathasha Estevão, Maria Eugênia Lopes Araujo, Luiz Felipe de Matos Pedroso, Laura Rocha, Lucas Ferreira da Silva, Luis Henrique de Oliveira e Dan Davi Oliveira.

Os alunos da Tuiuti foram Ana Paula Cunha Coelho, Julio Cesar Gomes Guterres, Guilherme Henrique Gonçalves, Amanda Santos Alves de Oliveira e Fabio Moacir Pelosi, que atuaram como promotores. Os alunos da PUCPR foram João Gustavo da Silva Freire Ritter, Luiz Henrique Cardelli, Abner Arias Fugaça, Rafael Luis Correa e Juliana Padilha de Souza, como defensores.

Equipe da UniCuritiba, que venceu a disputa com a FAE, no último sábado.

Os jurados foram Eduardo Ramos Doarte, Angelita Zancanaro Camatini, Naiane Azevedo Rosario, Gabriela Camargo de Moraes, Rosmair Oliveira, Maurício Marques e Daiane Pereira de Souza.

Ainda atuaram no júri os oficiais de justiça Rodolfo Mair Coelho e Ygor Nachornik e a técnica da secretaria, Ane Zanella.

Para o estudante Lucas Ferreira Sakiyama, da UniCuritiba, vencer essa semifinal foi difícil. “Vencer foi a validação do estudo da nossa equipe sobre esse caso”, afirma. Segundo ele, foi cerca de um mês e meio de estudo. “Começamos a estudar desde a classificação para esta fase. Todo dia, toda noite, final de semana, madrugadas. Mas valeu a pena”, avalia.

Equipes da Tuiuti e da PUCPR, com o juiz Thiago Flôres e o professor Gustavo Arns.

Na opinião de  Nathalie Aline Moura Tatin, da FAE, o grupo esperava ganhar, mas nem sempre é isso que mais importa. “Foi uma oportunidade muito importante de aprendizado. É enriquecedor porque temos a chance também de ver os colegas de outras faculdades que irão atuar conosco, profissionalmente”.

Para Abner Arias Fugaça, da PUCPR,  que já participou das três edições do júri, a semifinal foi muito difícil. “A equipe da Tuiuti foi extremamente talentosa e creio que tenha sido a melhor equipe que já enfrentei. De qualquer forma estou muito satisfeito com o resultado”.

A estudante da Tuiuti Ana Paula Cunha Coelho considerou a disputa “briga de cachorro grande”. Para ela o caso foi complexo. “Perdemos por um voto, mas o aprendizado foi sensacional”.

A final desta 3ª edição do Júri Simulado será no dia 30 de setembro, no Tribunal do Júri. Pela manhã, às 8 horas, haverá disputa do 3º e 4º lugares, entre FAE (defesa) e Tuiuti (acusação), e, à tarde, às 14 horas, o 1º e 2º lugares, entre a UniCuritiba (defesa) e a PUCPR (acusação).

Veja como foi feito o sorteio de acusação e defesa para a disputa entre o 1º e 2º lugares.

Veja como foi feito o sorteio de acusação e defesa para a disputa entre o 3º e 4º lugares.

Veja também  abaixo outras fotos dos principais momentos desta semifinal.

Veja alguns posts que já publicamos sobre o Júri Simulado.

 

Aulas, notícias, cursos, dicas e atualizações.

Cadastre-se e fique por dentro!